INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS EVANGÉLICOS

14/11/2014 - 13:02h | | CESDE

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS EVANGÉLICOS

• A interpretação espírita do Novo Testamento tem como base O evangelho segundo o espiritismo que traça uma diretriz segura, em espírito e verdade, para o estudo da Boa Nova.

• A parábola do semeador (Mc 4: 3-9), ensinada por Jesus, foi também por ele interpretada (Mc 4:14-20), atendendo ao pedido dos apóstolos. Marcos 4:10-13.

• A parábola da figueira que secou (Mc 11: 12-14; 20-23) foi interpretada por Allan Kardec em O evangelho segundo o espiritismo. Cap. 19, item 9.

• O Espírito Emmanuel é um estudioso do Evangelho de Jesus, sendo que em seus livros encontramos tanto interpretações gerais quanto análises detalhadas.

Saber localizar o texto no livro bíblico

É necessário saber localizar na Bíblia os textos que se deseja interpretar.

Neste sentido, é importante recordar que os livros do Velho Testamento e do Novo Testamento estão divididos em capítulos e versículos. Os capítulos são textos maiores, que se encontram subdivididos em versículos, numerados sequencialmente, a fim de facilitar sua consulta e estudo. É variável o número de capítulos de um livro ou de versículos nos capítulos. O Evangelho de Mateus, por exemplo, está dividido em 28 capítulos, sendo que o capítulo 3 tem 17 versículos e o capítulo 26 tem 75.

Sabemos que A Bíblia está dividida em duas partes: Velho Testamento (V.T.) e Novo Testamento (N.T.). O Velho Testamento contém livros que tratam das leis, das profecias, da história e da sabedoria. O Novo Testamento possui:

a) quatro interpretações do Evangelho de Jesus, segundo Mateus (Mt), Marcos (Mc), Lucas (Lc) e João (Jo);

b) os Atos ou Atos dos Apóstolos (redigidos por Lucas);

c) Epístolas ou Cartas: catorze de Paulo, uma de Tiago, duas de Pedro, três de João e uma de Judas Tadeu; d) Apocalipse ou Revelação de João Evangelista.

Normalmente a indicação de um trecho do Evangelho é feita, por extenso ou abreviada, na seguinte ordem: nome do livro, número do capítulo e do versículo. Assim: Marcos, 10:4 ou Mc 10:4 que expressa: Evangelho de Marcos, capítulo 10, versículo 4.

Algumas traduções inserem referências após o título do capítulo, indicando que este assunto está repetido em outro livro do Evangelho, exemplo: A Vocação de Mateus, ou O chamado de Mateus (Mt 9: 9-13), é também relatada em Marcos, 2:13-14 e em Lucas, 5: 27-28.

Outras versões, como a Bíblia de Jerusalém, possuem um sistema de referências mais detalhado:

a) relacionam assuntos ou idéias existentes em um mesmo livro;

b) explicam o significado de palavras ou expressões.

A referência de idéias existentes num mesmo livro é feita mediante a inscrição de pequenos números no desenvolvimento da narrativa – colocados à margem direita ou esquerda da página. Veja o exemplo:

• Em Mt 6:1 está escrito, na Bíblia de Jerusalém, assim: Guardai-vos de praticar a vossa justiçab diante dos homens para serdes vistos por eles. Se o fizerdes, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus. (23,5 Lc 16:14-15, Jo 5:4)

Interpretação: os números 23,5 – colocados à direita – indicam que há idéias semelhantes no capítulo 23, versículo 5 deste mesmo livro (Evangelho de Mateus). As referências de Lc 16:14-15 e Jo 5:44, também citadas à margem direita, indicam que o mesmo assunto é encontrado, respectivamente, no Evangelho de Lucas, cap. 16, vers. 14-15, e no Evangelho de João, cap. 5, vers. 44. Observamos, igualmente, neste exemplo (Mt 6:1), que ao final da palavra justiça há uma letra ‘‘b’’ sobrescrita. Em nota de rodapé, a Bíblia de Jerusalém explica o sentido desta palavra: b) Lit.: ‘‘fazer a vossa justiça’’ (var.: ‘‘dar esmola’’), isto é, praticar as boas obras que tornam o homem justo diante de Deus. Na opinião dos judeus, as principais eram a esmola (vv. 2-4), a oração (vv 5-6) e o jejum (vv. 16-18).

Em outros textos, do Velho ou do Novo Testamento, encontramos um numeral que antecede a ordem cronológica de um escrito. Este número indica que há mais de um texto redigido por um mesmo autor. Veja os exemplos.

• 1 Coríntios, 3:1-11(1 Co 3:1-11) significa: primeira epístola de Paulo aos coríntios, capítulo três, versículos um a onze.

• 3 João, 1-15 (3 Jo 1-15). A leitura é: terceira epístola de João, versículos um a quinze. Observa-se que esta epístola não tem capítulos.

• Atos dos Apóstolos, 6:1-7 (At 6: 1-7). Leitura: Atos dos Apóstolos, capítulo seis, versículos um a sete. A numeração de Atos é semelhante à forma existente nas quatro versões do Evangelho: são 28 capítulos, subdivididos em versículos.

EADE – Roteiro 5 – Interpretação de textos evangélicos.

 
Rua Itambé, 575 - Ipsep - Recife - PE
(81)33394917
neas@neas.org.br